Futebol Society – História

O Futebol Sete Society é uma modalidade esportiva derivada do futebol. Participam do jogo dois times com sete jogadores cada, num piso de grama sintética. O tempo de jogo é de 50 minutos(Cat.Principal), dividido em duas partes de 25, com 10 minutos de intervalo. ORIGEM A história do nosso esporte vem de 1950, quando no Rio de Janeiro, praticava-se o futebol de amigos nos quintais dos casarões da Tijuca, iniciando-se com o primeiro campo na rua Uruguai,574 – Tijuca, de propriedade de José Coelho, o Juca. Na época, Juca acabou servindo de motivação para outras famílias que viviam em seus casarões como o da Rua São Paulo, no Bairro Sampaio e na casa das pedras no alto da Boa Vista, também criarem seus campos para a prática deste esporte. As regras eram adaptadas do futebol, mas sem impedimento, com cobranças de faltas diretas de seu próprio campo como acontece ainda hoje. Havia somente uma área e suas medidas eram de 25x50 mts, dentro dos padrões da época. O termo CAFÉ SOCIETY era uma expressão muito usada, e o comentarista Ruy Porto fez elogios quando soube de uma partida com altas personalidades da sociedade carioca, quando se referiu ao evento como um clássico “Futebol Society” . O comentário chamou a atenção de todos, e desde então o nosso esporte passou a ser chamado de Futebol Society. O Country Clube da Tijuca (RJ) ocupa hoje o endereço do 1º campo, lá se realizaram diversas disputas e muitos clubes importantes do Rio de Janeiro participaram. Os cariocas criaram então, uma entidade estadual com a finalidade de dirigir este esporte em 1981, ainda com as mesmas características, inclusive com o mesmo tipo de bola. Um outro estado, o Rio Grande do Sul, iniciou o movimento do chamado Futebol Sete, nome dado pelos gaúchos ao Futebol Society. Pois existiam dúvidas quanto a sua real origem, alguns diziam que ele se chamava Futebol Suíço e que nascera na cidade de Santana do Livramento, divisa com o Uruguai, em 1965, indo para Santa Maria e depois para Porto Alegre. As primeiras disputas tiveram a participação de equipes do Uruguai, da cidade de Riviera. O movimento foi crescendo e em 1968 vários desportistas fundaram a Liga Santanense de Futebol Sete, em 1970 na cidade de Santa Maria no Rio Grande do Sul. Este esporte implantou-se em 1980 com suas regras ainda não padronizadas, e foi praticado no SESI e na Brigada Militar. Atravessou as fronteiras e chegou aos estados vizinhos de Santa Catarina e Paraná. Os esportistas porto alegrenses reuniram-se em 1986 e iniciaram o processo para criar a Federação Gaúcha que se deu em 1987, homologada pelo então CND em 21-07-87 – Resolução 15/87 do CND – Publicação D.O. 21/12/87.Tornando-se assim, a primeira Federação deste esporte no Brasil, já com suas regras próprias embora muito semelhante às do Futebol, calcada sempre nos princípios dos primeiros jogos realizados em seu estado, não tendo uma personalidade nacional por falta de maior divulgação. O movimento do Futebol Society em São Paulo, capital, deu-se por volta de 1985, com o fim dos campos de várzea devido a grande expansão demográfica. Então foram criados os de grama natural em mansões do Morumbi, onde executivos encontravam-se para bater sua bola e terminar com o famoso churrasco. Os primeiros campos, com o objetivo de locação para a prática extra-oficial do público em geral, foram construídos de areia e surgiram no bairro do Itaim por volta de 1988. Nada era organizado e as regras utilizadas eram também as mesmas do futebol sem impedimento, assim como a bola utilizada era a do futebol. Eles variavam de tamanho de acordo com o espaço disponível. Os participantes tinham em sua maioria a idade de 40 anos. A Associação de Futebol Social do Estado de São Paulo foi fundada em 1988 , propulsora da Federação Paulista que foi criada em 1989. Nesta época, o desportista Milton Mattani, iniciou o trabalho de padronização das regras oficiais da modalidade, organizando e criando regras próprias, que hoje, são editadas em 3 (três) idiomas – Inglês , Espanhol e Português. Inclusive também, projetando um novo tipo de bola oficial, para uma melhor adaptação da prática deste esporte, e que teve imediatamente aceitação nacional, unindo com isto o Brasil de Norte a Sul. A chegada da grama sintética foi um sucesso total, pois em pouco mais de 2 anos alcançamos mais de mil campos no Brasil. Sendo o primeiro instalado em São Paulo no Jardim Aeroporto, com grama importada da Holanda. Que se chamava Krake Sorriso Escola de Futebol. Salientamos que nosso esporte foi praticado por Cafu, Jorginho, Denílson, Careca, Dunga e tantos outros, e, que é hoje sem dúvida, um dos mais praticados no País com 9 milhões de participantes, em 4.000 campos, nas 24 Federações Estaduais, 150 Ligas Municipais e na Liga Nacional. Acreditando enfim, que tudo começou no Rio de Janeiro, passou por uma fase importante no Rio Grande do Sul, e terminou com sua total estabilização e organização, até hoje, em São Paulo. Criamos em 30 de outubro de 1996 a Confederação Brasileira, que organizou e continua trabalhando em vários campeonatos nacionais e internacionais, massificando totalmente este esporte no Brasil, pois sabemos através de estudos realizados por especialistas, de que este esporte é um meio natural de preservar a saúde física e psicológica, além de despertar o companheirismo entre seus praticantes. E que este é um esporte nacional criado e adaptado da melhor maneira, para todos os apaixonados do Futebol Sete Society, sejam eles praticantes brasileiros ou estrangeiros.

Futebol Society – Regras Básicas

O campo de jogo será retangular, não devendo seu comprimento exceder a 55 metros nem ser inferior a 45 metros, a sua largura máxima será de 35 metros e a mínima 25 metros.
A bola será esférica e seu invólucro será de couro ou de outros materiais aprovados.
Especificações da Bola e suas Categorias:

CATEGORIAS
CIRCUNFERÊNCIA
PESO
PRESSÃO
Fralda
Pré-Mirim
De 61 a 62
centímetros
De 270 a 310
gramas
De 04 a 05
libras
Mirim
Infantil
De 63 a 65
Centímetros
De 320 a 350
Gramas

De 04 a 05
Libras
Principal
Máster
Veterano
Infanto-Juvenil
Junior
Feminino


De 66 a 69
Centímetros


De 420 a 450
Gramas


De 05 a 06
Libras

A partida será disputada por duas equipes, cada uma composta por sete atletas, onde um dos quais, obrigatoriamente, será o goleiro.

É obrigatório para se iniciar o jogo, no mínimo, 07 atletas, podendo a equipe ficar reduzida a até 05 atletas durante o jogo.

O uniforme dos atletas consistirá de: camisa de meia manga ou manga comprida, calção curto, meias de cano longo, tênis ou chuteira apropriada, confeccionadas com lona, pelica ou couro macio, com solado e revestimento de borracha nos lados, ficando terminantemente proibido o uso de camisas sem mangas. Podendo utilizar-se de equipamentos de proteção próprios para o Esporte.

O goleiro usará uniforme de cor diferente dos demais atletas, sendo permitido, a título de proteção, usar calça de agasalho própria para prática do esporte.

O capitão da equipe deverá ser identificado, obrigatoriamente, com uma tarja de cor diferenciada do uniforme, fixada em um de seus braços.

É recomendado, para maior segurança aos atletas, o uso de caneleiras.

O tempo de duração de uma partida de Futebol 7 Society é de 50 minutos, isto para as categorias Juvenil/Júnior, Principal, Veteranos e Máster. Para as categorias Infanto/Juvenil, Infantil e Feminino, 40 minutos. Para as categorias Fralda, Pré-Mirim e Mirim o tempo de jogo é de 30 minutos.

Prorrogação para desempate não poderá ser maior do que 10 minutos totais (05 x 05).

Será permitido ao treinador ou ao capitão de cada equipe solicitar um pedido de tempo por período de jogo, sendo que o capitão deverá pedir a um dos árbitros, ou o técnico ao representante do jogo. A solicitação será concedida na próxima paralisação do jogo.

As transgressões subordinadas a esta regra do society ficam divididas em:

◊ Infrações Técnicas.
◊ Infrações Pessoais.
◊ Infrações Disciplinares.

Ficam estabelecidos os seguintes cartões no society:

CARTÃO AMARELO - O atleta advertido só poderá retornar ao campo, ou ser substituído, após 02 minutos CRONOMETRADOS DE BOLA EM JOGO, devendo permanecer no banco de reservas até que seja informado de seu retorno e receber autorização do árbitro.

CARTÃO AZUL - O atleta estará desqualificado da partida, não podendo retornar ao campo, nem permanecer no banco de reservas, mas poderá ser substituído após 02 minutos CRONOMETRADOS DE BOLA EM JOGO, devendo o seu substituto permanecer no banco de reservas até que seja informado do final da punição e receber autorização do árbitro para entrar em campo.

CARTÃO VERMELHO - O atleta estará expulso do jogo, devendo retirar-se do campo e não poderá ser substituído.

A partir da 8ª infração, inclusive, por período de jogo, a equipe infratora sofrerá uma penalidade máxima, seja qual for a posição da bola no momento da infração, desde que, naturalmente, a bola esteja em jogo. Atentem para o detalhe de que a infração poderá ocorrer dentro da área de meta da equipe adversária, isto é, o atacante comete a infração e sua equipe sofre a penalidade máxima.

PENALIDADE MÁXIMA: na cobrança o goleiro deverá estar com uma parte dos pés, obrigatoriamente, em cima da linha de gol, sendo permitido movimentar-se lateralmente. Caso haja irregularidade por parte da equipe que defende e a mesma não tenha resultado em gol, a cobrança será repetida. Se houver irregularidade por parte da equipe beneficiada com a penalidade, mesmo tendo resultado em gol, a cobrança será repetida, mas caso não tenha resultado em gol a jogada prossegue normalmente. Na cobrança da penalidade máxima os atletas não envolvidos deverão estar a uma distância mínima de 05 metros atrás da linha da bola, somente podendo avançar em direção a bola após o atleta encarregado da cobrança ter desferido o chute.

DAS CATEGORIAS

CATEGORIAS IDADES TEMPO
Fralda 06 / 07 / 08 anos 15 x 15 min
Pré-Mirim 09 / 10 anos 15 x 15 min
Mirim 11 / 12 anos 15 x 15 min
Infantil 13 / 14 anos 20 x 20 min
Infanto/Juvenil 15 / 16 anos 20 x 20 min
Juvenil/Júnior 17 / 18 / 19 anos 25 x 25 min
Principal Acima de 18 anos (16 anos com autorização) 25 x 25 min
Veterano Entre 35 e 40 anos 25 x 25 min
Máster Acima de 40 anos 25 x 25 min
Feminino/Principal Acima de 15 anos (com autorização até 18 anos) 20 x 20 min
Feminino/Menores Até 14 anos 15 x 15 min

Para critério de classificação em uma competição, será observada a seguinte pontuação:

Vitória = 03 pontos / Empate = 01 ponto / Derrota = 00 ponto.

DECISÃO POR SHOOT OUT (Tiro da Linha de Saída)

Será utilizado em ocasiões determinadas pelo regulamento da competição.

FONTE:
CBF7S (Confederação Brasileira de Futebol Sete Society)